Ramon Cassini

Animal

Cuidados com alimentação do seu pet


06/01/2016

Às vezes, é muito difícil resistir à cara de pidão do seu pet. Mas você sabia que ele só faz isso quando está mal acostumado? É verdade. Ninguém nega alimentos saborosos, principalmente os que encontramos com fartura nas ceias, mas saiba que isso pode ser muito perigoso para eles. Nunca é demais ficar alerta. Um pedacinho de alimento dado ao seu animal pode causar danos ao trato gastro-intestinal. Sempre alerto que a comida indevida, em qualquer quantidade, pode ter o peso de uma enorme refeição errada para eles. Além disso, um pedacinho para nós é literalmente um pedaço enorme para o pet. É fácil compreender os danos se compararmos o peso humano com o deles, já que chegamos facilmente a ser 10 a 20 vezes maiores que os pets, por isso, aquela sobrinha do prato, grosseiramente, equivale a 10, 20 vezes a mais que o aceitável para eles. Essa época do ano pode ser perigosa, porque existe uma fartura muito grande de petiscos e, consequentemente, muitas sobras, que acabam sendo oferecidas aos animais da casa. Isso acontece porque costumamos utilizar produtos pré-condimentados, que, além de provocar um desequilíbrio na dieta do animal, também favorece as desordens gastrointestinais. Esse desequilíbrio pode resultar em diversos problemas de saúde dos pets, como, por exemplo, toxicoinfecções alimentares, gastrite e úlcera, diarreia, vômitos, desidratação, alergias e queda de pelos. Os animais podem desenvolver obesidade, diabetes e problemas cardíacos, lembrando que algumas substâncias podem causar intoxicação alimentar e, em alguns casos, levar o companheiro à morte. Os gatos são mais seletivos com relação à alimentação. Mas também devemos ficar de olho no que eles comem, porque os mais gulosos não negam alimentos de origem animal e podem passar mal também.

Publicidade Notícias - 1
Publicidade Notícias - 2
Publicidade Notícias - 3