Oscar Flister

Personal Trainer

Saiba o que é e como tratar da diástase abdominal


27/09/2016

Um dos grandes medos das mulheres durante a gestação é como ficará o abdômen após o parto. Essa preocupação tem fundamento, já que existe a chamada diástase do músculo reto abdominal ou então diástase abdominal pós-gravidez, que se apresenta na forma de um estiramento causado pelo enfraquecimento da musculatura abdominal. Durante a gestação, o útero em expansão provoca um alongamento dos músculos abdominais, o que pode causar uma separação das duas partes musculares que se encontram na região central do abdômen. No local onde os dois músculos se separaram pode passar a existir um abaulamento – ou uma espécie de "espaço", onde a barriga se torna mais protuberante. De modo geral, a diástase tem início ainda durante a gestação, embora seja mais perceptível após o parto. E apesar da separação entre os músculos começarem a diminuir nos meses que se seguem ao nascimento do bebê, alguns centímetros de separação podem ainda estar presentes por muito mais tempo. Uma das principais causas da diástase abdominal é a falta de fortalecimento dos músculos. E apesar da gravidez ser um dos principais fatores de risco associados à diástase abdominal, a condição também pode ser causada por exercício de abdominal intenso, rápido ganho de peso e levantamento excessivo de peso. Além disso, existem outros fatores de risco como: múltiplas gestações; idade superior a 35 anos; já ter dado à luz a um bebê com peso acima da média e gestação de gêmeos. Nesta edição, estamos abordando este assunto devido ao fato de eu ter sido procurado por uma cliente que já tinha o diagnóstico de diástase abdominal dado pelo seu médico e este havia lhe sugerido dois tipos de tratamento: cirurgia ou exercícios específicos. A cliente optou por um tratamento realizado por fisioterapeutas, com prescrição de exercícios. Vendo que os resultados não vinham, por falta de regularidade e compromisso da mesma, ela teve a ideia de procurar um personal e confiou no meu trabalho, fazendo com que eu me tornasse o pioneiro na cidade em treino pós-parto e diástase abdominal. Para fazer o melhor para a cliente, mergulhei no universo dos artigos científicos, estudei profundamente sobre o assunto e descobri que um trabalho semelhante ao que já usava nos meus treinos de fortalecimento do core - que trabalha a região do cinturão que envolve os músculos abdominais e paravertebrais, teriam resultado positivo no tratamento. Então, iniciamos o projeto e após seis meses de treino a cliente retornou ao médico, e este lhe disse que a diástase que estava do tamanho de 6 dedos havia fechado totalmente, o que a deixou muito feliz por não ter que fazer a cirurgia, que seria algo muito mais invasivo. E o melhor, depois de meses de treino, ela descobriu o prazer pela atividade física e decidiu incluí-la em sua rotina. Vale lembrar que em caso de dúvidas sempre procure seu médico e faça o teste para saber ao certo se realmente o que você tem é diástase abdominal.

Caso seja detectado, comece seu tratamento no TEAMFLISTER e agende seu horário pelo telefone 37 99778-0002.

Publicidade Notícias - 1
Publicidade Notícias - 2
Publicidade Notícias - 3