Uma cidade muito engraçada


30/07/2015

Como sempre faz, um amigo veio curtir seu período de férias em Pará de Minas, para visitar sua família. Porém desta vez, ele precisou de atendimento médico devido a um mal estar. Diante disso, procurou o Pronto Atendimento, e quando chegou no local ficou assustado. O espaço era pequeno para tantas pessoas, que imploravam e esperavam, em média 4 horas, por um atendimento médico. Ele se viu no meio de pais desesperados que tinham em seu colo filhos com quase 40 graus de febre e que não podiam fazer nada, a não ser esperar. Apenas 01 enfermeiro tentava se desdobrar entre as centenas de pessoas que ali estavam, tentando acalmar a todos, ao mesmo tempo em que media a febre das crianças. No dia seguinte, este amigo, após ser diagnosticado com a famosa virose, me liga para contar tal procedimento e surpreso ao ter escutado em um noticiário, que os próximos investimentos na cidade não seriam na saúde, mas sim em uma reforma no prédio da prefeitura, no valor de R$1 milhão. Diante desta situação, fiquei até sem palavras e com vergonha de contar o restante do que vem acontecendo em Pará de Mi- nas. Este amigo tinha uma visão maravilhosa da nossa cidade, se considerava um pará-minense de coração, pois sua família, avós, tios e primos, todos moram aqui. Porém, bastou precisar de um atendimento para ver a realidade pela qual os moradores enfrentam. Terminando a conversa ele me disse a seguinte frase: "Que cidade engraçada! Enquanto o povo sofre com questões que envolvem saúde, um alto valor é investido na reforma de um prédio municipal."

Diante disso, fica a pergunta: SERÁ QUE ESTE VALOR DE R$1 MILHÃO NÃO SERIA MAIS ÚTIL SE INVESTIDO NA ÁREA DA SAÚDE?

Publicidade Notícias - 1
Publicidade Notícias - 2
Publicidade Notícias - 3