Adolescente é preso no bairro Residencial Cecília Meireles após cometer homicídio


09/08/2017

Na noite de terça-feira, dia 8, um crime assustou os moradores do bairro Residencial Cecília Meireles. Um adolescente de 17 anos assassinou um homem de 30 anos no bairro.

Por volta de 20h08min, a Polícia Militar foi acionada na Rua 2, Condomínio 04, Bloco 05, no residencial Cecília Meireles, para apurar as informações de que um adolescente havia atingido com disparos um homem de 30 anos. No local, testemunhas informaram aos policiais que viram quando um adolescente efetuou os disparos contra o homem e fugiu. A vítima foi socorrida e encaminhada ao hospital Nossa Senhora Conceição, mas deu entrada em óbito.

A esposa da vítima, disse que ela e o marido estavam em uma barraca de lanches em frente ao condomínio onde residem. O adolescente passou mais de uma vez próximo onde estavam e na última vez, efetuou os disparos contra seu esposo, fugindo a pé.

O adolescente foi encontrado em uma casa abandonada em um beco entre os bairros São Paulo e Pe. Libério. Ele tentou fugir pelo telhado, sendo contido e apreendido.

O adolescente confessou o homicídio e disse que entregou a arma para um homem de 44 anos, morador do mesmo condomínio que ele e a vítima. A PM abordou o suspeito de 44 anos, aprendendo com ele, uma espingarda polveira.Essa espingarda não foi reconhecida pela esposa da vítima como a arma usada contra seu marido, que afirma que teria sido um revólver pequeno, prateado.

O adolescente infrator então confessou que a verdadeira arma do crime, havia sido emprestada por um jovem de 20 anos, que reside próximo à casa onde estava escondido, no bairro São Paulo e que ele sabia que o adolescente iria usá-la para atirar contra a vítima. O suspeito de 20 anos foi preso, mas a arma usada no crime, ainda não foi encontrada.

O adolescente autor do homicídio, bem como o jovem que lhe emprestou a arma e o homem de 44 anos que estava de posse da espingarda polveira apreendida, foram encaminhados à Delegacia de Polícia, para demais providências.

Tanto a vítima como o adolescente já tinham passagens policiais, este último, quando morava na Vila Ferreira, teve inúmeras passagens seqüenciais por furto. Não foi apurada a motivação do crime.


Fonte: Polícia Militar de Pará de Minas

Publicidade Notícias - 1
Publicidade Notícias - 2
Publicidade Notícias - 3