Camara Municipal

Câncer de mama em animais doméstico: diagnóstico e tratamento .

Por Fernanda Rocha em 25/02/2019 às 10:40:04

O Câncer de mama não é uma doença exclusiva dos humanos, cães e gatos também são acometidos por essa enfermidade. Hoje sabemos da importância do diagnóstico precoce para o tratamento e cura do câncer de mama, que é o segundo tipo mais prevalente entre as mulheres do mundo inteiro. Nos animais domésticos, a prevalência dessa doença está aumentando consideravelmente, o que reforça a necessidade de falarmos sobre o assunto. 

A crescente incidência de tumores mamários em cadelas e gatas tem varias razões.  Uma delas é a maior expectativa de vida desses animais, que está relacionada a fatores como a nutrição com dietas balanceadas, vacinação em dia, métodos de diagnóstico precoce e tratamentos eficazes. As neoplasias mamárias correspondem a cerca de 50% dos tumores em cadelas e é o terceiro tipo de tumor mais encontrado em gatas. São mais frequentemente detectadas em animais de meia idade a idosos. 

O aparecimento do tumor é multifatorial. No entanto, fatores hormonais estão intimamente relacionados com o desenvolvimento de neoplasmas. A castração é um importante método de prevenção. A incidência de tumores mamários em animais castrados antes do primeiro cio é de 0,5%. Já em cadelas castradas após o primeiro cio, o índice aumenta para 8%. E após dois ou mais ciclos, chega a 26%. Cerca de 50% dos tumores em cadelas são malignos. Já nas gatas, apesar de a prevalência da doença ser menor, 80% dos tumores encontrados são malignos. 

A gravidez psicológica e a utilização de anticoncepcionais em cadelas estão diretamente relacionadas com o aparecimento de tumores malignos, e estes provocam facilmente a metástase do câncer, agravando ainda mais a doença. A prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais para evitar a instalação dessa patologia e elevar as chances de cura em animais acometidos. 

Para diagnosticar a doença é preciso detectar a presença de nódulo na mama, e isso é possível através da palpação das mamas do animal. Se for encontrado algum "caroço" nas mamas da cadela ou gata, é importante procurar ajuda médica e levar o animal ao veterinário. Contudo, a existência de nódulos não confirma a presença de tumor maligno, sendo necessária a realização de exames específicos. Em caso de confirmação da existência de tumor maligno, a busca por informações sobre a progressão do nódulo é importante para determinar o tratamento: intervenção cirúrgica ou medicamentosa, através de quimioterapia. 

Sobre o tratamento, a intervenção cirúrgica é indicada na maioria dos casos e ocorre com a retirada do tumor e das mamas adjacentes, podendo ser parcial (apenas uma mama), uma cadeia inteira (unilateral) ou total (as duas cadeias mamárias). Em casos mais graves e em confirmação de metástase, cabe ao veterinário avaliar a necessidade e viabilidade da cirurgia.

A quimioterapia em animais é um procedimento muito importante para a cura do câncer, e diferente do que ocorre em seres humanos, em apenas 20% dos casos ocorrem enjoos e diarreia, sendo o tratamento livre de efeitos colaterais significativos.

Nacional
douglas goga